28 junho 2009

NOITE DE CINEMA - BARREIRO NOVO CULTURA - MAIORES DE 18 AP

video

BOA NOITE.

27 junho 2009

A AUTOEUROPA VITIMA DO SINDICALISMO RADICAL.



I

A militância no antipartidarismo cultural e reactivo (que fica em casa e que devia votar nem que fosse para contrariar o que não quer) que permitiu os 21,5 % de Junho nas esquerdas radical e extremista já está a dar os seus frutos na Autoeuropa, com prejuízos irreversíveis para quem tem o posto de trabalho como única fonte de rendimento.

E não vai ficar por aqui!

Nunca acreditei que o Bloco de Esquerda no seu todo
– o ADN do PSR maioritário convive mal com a ganga da UDP como detesta a complexidade laboral nas fábricas e o cheiro a óleo -
tivesse alguma influência nas negociações laborais conduzidas sempre inteligentemente por António Chora (oriundo pêcê) coordenador da comissão de trabalhadores e militante do BE, que se tornou num caso estudo no País e no estrangeiro.

II

O pê cê tirando a sua vocação para grandes comícios e manifestações na exploração da desgraça alheia com centenas de milhares na rua, não dá, indícios de ter vocação para mais nada.

O paradigma das greves selvagens na Soflusa ou o populismo autárquico e sindical na exploração da desgraça alheia a pedir a nacionalização de uma empresa a cair de podre como a Amoníaco de Portugal no Lavradio, já nos tinha confirmado que os sindicatos de cultura leninista - estalinista são incompetentes para se ocuparem de conflitos complexos no mundo laboral.

E os postos de trabalho na Autoeuropa e a sua manutenção em Portugal não são coisa para amadores.

Negociar o capital do trabalho ,em Portugal ,com investidores estrangeiros , não é para qualquer amador.

III

A Autoeuropa tem 3040 colaboradores. Votaram 2.668.
Borrifaram-se 332 ao entregarem a outros a responsabilidade do acto.
Daqui 1.252 votaram “sim” pelo pré-acordo alcançado pela Comissão de Trabalhadores.


1381 com o “não” esmagaram o “sim” a contar com um novo emprego num sindicato, no partido ou numa autarquia camarada ?

28 não sabem o que querem ao refugiarem-se no branco?

Por que razão 7 desabafaram mágoas no boletim de voto anulado?

Daqui se conclui que a simplicidade e a ingenuidade no mundo laboral em Portugal é de tal maneira complexa que combate os seus próprios interesses para favorecer o que lhe é desfavorável.

Se tudo correu muito bem até Junho 2009, com a comissão de trabalhadores e a administração, porquê este estúpido referendo?


Para que serve uma Comissão de Trabalhadores eleita?


IV

Mais uma vez a bandeira populista dos
“direitos adquiridos “ ,
“descontentamento com pressão e chantagem” ou
o “ estão fartos de ver os seus direitos afrontados”
refinado com um vocabulário ambíguo de sindicalista dos metalúrgicos do Sul, da CGTP e membro do Comité Central, de que
“ o pré-acordo, não sendo mau, constituía uma perda de direitos adquiridos e uma abertura para coisas piores “
dizem que até às próximas eleições em Setembro ninguém vai parar o PCP.

Se não era um “mau acordo “porque o impediram?

Com este “mau acordo” perderiam cerca de 48 € até Dezembro de 2009 por trabalharem os dois sábados previstos sem receber horas extraordinárias.

Com o impedimento entre Setembro até Dezembro vão perder entre 480 a 560 €, muito superior aos 336 € a 392 € que perderiam até 2011 com o “mau acordo”.

Perdem mais em dez dias de lay-off que a trabalhar seis sábados até 2001.

V

Sacanas!

Quanto pior melhor.



Boa noite.


26 junho 2009

“CAFÉ DE CIÊNCIA “Teresa Sá e Melo, em 2008-04-22 às 12:31, disse :




Quando os políticos se confrontam com a incomodidade dos cidadãos

A propósito da notícia Deputados e investigadores tomam «Café de Ciência» sobre campos electromagnéticos, no Parlamento a 16 de Abril de 2008 Seja pelo ruído que os desassossega, seja pela exposição aos campos electromagnéticos das antenas que os perturba, seja pelos cabos de alta tensão que lhes passam por cima, o povo analfabeto e cientificamente ignorante anda a incomodar os políticos.

Do alto do seu poder legislativo, apoiado pelos seus bons homens de ciência, os políticos declaram que o povo é ignorante.

O povo é ignorante porque não sabe que os níveis de referência aplicáveis para as radiações electromagnéticas são inofensivos para a saúde.

Também não sabe que o ruído de baixa frequência não existe e portanto não incomoda.

Quem o afirma?


1- A entidade que autoriza a instalação da antena – ANACOM – entidade esta que não fornece a ninguém, nem o campo eléctrico, nem o campo magnético nem a densidade de potência, emitida pelas antenas que licencia nas áreas residenciais.

A garantia de conformidade com a legislação aplicável é nula.
Não existe qualquer garantia de legalidade para os cidadãos portugueses.


2- Os homens de ciência que procedem à monitorização e medição dos níveis de intensidade dos campos electromagnéticos.

São universitários competentes e, ao mesmo tempo, empresários com interesses no mesmo domínio.

Este conflito de interesses público/privado, que é proibido em Inglaterra, não o é em Portugal.

As medidas físicas são extrapoladas para a saúde e bem-estar das populações e descritas em entrevistas televisivas como saudavelmente inócuas.

Os parâmetros da Física não servem em Portugal.

Os técnicos são incapazes de dizer qual o valor da radiação em dBm ou miliWatts para uma pessoa exposta, a uma distância de 300 metros da base de uma antena de 60 Watts de potência e de 85% de eficiência na transmissão.

São estes juízes em causa própria que fornecem os conselhos científicos e estão na base da política e da legislação no domínio dos campos electromagnéticos.

E há milhões de euros envolvidos no negócio das antenas.

3- Os nossos legisladores, apoiando-se também na ciência, relativamente ao ruído que incomoda e interrompe o sono e o sossego das pessoas.

Os físicos e os técnicos de acústica utilizam os sonómetros para medir a intensidade das vibrações audíveis.

Os resultados são referenciados a uma curva padrão de audição humana, uma medida estatística e 100universal, conhecida por malha ”A”.

O som audível de baixas frequências ( Hertz) não é ponderado por esta malha ”A”, tornando-se inexistente.

A maioria da população continua a queixar-se, sem qualquer sucesso, de um ruído de base (hum noise) situado naquelas baixas frequências.

A legislação continuará omissa.

Assim, os incómodos devido ao ruído de baixa frequência produzido pelas máquinas industriais de utilização no exterior, instaladas em edifícios residenciais, e provenientes de Clínicas Médicas, continuam a ser objecto de reclamações sem qualquer sucesso.

Primeiro, porque a Câmara Municipal é inoperante na fiscalização visto a Clínica não necessitar de autorização de ninguém para se instalar.

Segundo, porque, como acima descrito, a legislação e as medidas de ruído sonoro não contemplam as baixas frequências.

Conclusão científica: é verdade que o povo português é muito ignorante.

Teresa Sá e Melo, Investigadora teresasamelo@ist.utl.pt

HUGO disse

É natural que isso aconteça. Eu tenho uma guerra pessoal com esta câmara, já foram muitos os emails que enviei para esta câmara, e as respostas foram sempre pouco para os meus objectivos. Desde os problemas com pombos até problemas de esgoto, foram muito as minhas palavras perdidas para eles.
O Barreiro é a 2º pior cidade para se viver, em Portugal!
Eu vivi no Lavradio 26 anos, e que saudades que eu tenho, muitas mesmo.
Agora vivo numa das metástases do cancro que é o Barreiro, vivo no alto do seixalinho.
O lixo do Barreiro! Há um ano e meio, que durante a noite, ouço uma espécie de motor (não é ar condicionado) que se propaga pelo alto do seixalinho. Esse ruído atravessa paredes e tudo, e torna-se muito incomodativo, pois quando me chega ao ouvido vem em forma de zunido.
A 1ª vez que ouvi isso, estava eu a ler, e comecei a procura de mosquitos, parecia mesmo mosquitos.
Ao longo do tempo fui me apercebendo que era de fora e de longe, pois cheguei a sair de casa a tentar seguir o rasto deste zunido.
Moro junto às torres do alto do seixalinho, perto da santa e o barulho vem na direcção do bairro das palmeiras. Não sei se será das obras (ainda) do fórum do Barreiro, ou da EDP.

O que é certo é que não há ninguém que me saiba dizer de onde vem este zunido que me assa o cérebro. Isto não é da minha cabeça, pois a minha mulher também ouve. Eu moro aqui há quatro anos, e ouço isto a ano e meio, estranho é que mesmo vizinhas minhas dizem que nunca ouviram nada, há quem diga que é da central da EDP, no bairro das palmeiras (então deveria ter ouvido sempre não?).
Já nem sei a quem procurar...

12:32 PM

Obrigado pela a atenção.
Em relação à CMB acho que eles já nem devem ler os meu emails, devem pensar: olha mais um! Mas não vou desistir, vão ter que mamar comigo enquanto eu estiver por aqui.
Quanto às antenas, realmente existe um monte de antenas aqui a 100 metros da minha casa. Numas das torres junto à santa é do mais variado.

Há uma antena parece um tacho gigante virado de lado. Já me disseram que é de frequencia rádio.
Já pesquisei muito sobre ruidos de antenas e o resultado foi zero.
Pelo que eu li as antenas não fazem barulho, apenas se tiverem algumm tipo de gerador. Por outro lado, o barulho vem da direcção inversa ao local onde estão as antenas.
Por acaso foi sempre a minha 1ª suspeita.
Em ultimo caaso vou enviar um email para a ANACOM, a explicar a situação e se eles me podem elucidar spbre possiveis ruidos de electromagnetismo.
O som é este: um ruido semelhante a um ar condicionado, mas vem de longe o que o torna agudo.
É preciso estar em silencio para se perceber o som. não é todos os dias, nem é todas as horas. houve uma semana que se houvia tipo a hora certa, das 0:00 ás 0:40, mais ou menos.
Voltando à CMB, os emails que tenho enviado têm sido dos mais variados.


Vou deixar aqui um excerto de um dos emails que enviei para a CMB e já são alguns.

"É tudo muito bonito mas a me… continua.
São os buracos na estrada, são as estradas cortadas sem um aviso prévio, é a parvalhice geral, é o barulho constante vindo talvez algures da quimiparque e não só (motores sabe-se lá do quê que ao longe torna-se num zumbido irritante), má sinalização das estradas, pragas de baratas nas caixas de esgoto camarárias, pragas de pombos que assombram a minha casa e não só (vocês só vão começar a fazer a limpeza quando começarem a levar também com me… na cabeça, como não são incomodados nas suas vivendas não querem saber desta me… de praga).

Isto não só é absurdo como é nojento! Não me venham com a história que a culpa é do governo. Olhem para a Moita e aprendam qualquer coisinha.

Depois ainda querem votos!! Epá tenham dó do povo!!! Façam o que quiserem, o meu objectivo é sair deste chiqueiro.
Vivi 26 anos no Lavradio e pensava que estava mal! Deste que estou no Alto do Seixalinho sinto que estou numa espécie de porcalhota!

Façam a vossa campanha que eu faço a minha e acreditem que eu não me vou calar, mesmo que me vá embora daqui não me vou calar nunca mais, pois nunca me deram uma razão plausível para eu me acalmar e ver as coisas de uma maneira mais contida. E sabem porque nunca o fizeram?

Porque não sabem nem têm como faze-lo, são uns inúteis. Houve um senhor que me disse: Se estivessem lá meia dúzia de analfabetos faziam melhor trabalho que os que lá estão."

11:59 AM

Bom dia, gostava de voltar um pouco atrás. Enviei um email para ANACOM, relativamente às antenas:

"Bom dia

Vim aqui pedir informações sobre possíveis ruídos vindos de antenas (telemóveis, rádio, etc.).
A 100 metros da minha casa encontra-se dois edifícios de 10 andares onde um deles tem várias antenas.

A que chama mais a atenção é uma em forma de tacho, posicionado de lado. Já fiz imensas pesquisas na internet, mas não cheguei a nenhuma certeza, daí eu lembrar-me de vocês.

Eu moro neste local há 4 anos e há volta de ano e meio, eu e a minha mulher começamos a ouvir um zunido, que até de inicio pensava que era mosquitos no quarto. Logo de seguida percebi que não era mosquitos nenhuns, era sim um barulho que vem do exterior, e aquele amontoar de antenas sempre me chamou a atenção.

Também pensei num poste de alta tensão, mas esse já foi retirado há meses, e os zunidos continuam. Não é todos os dias nem a toda a hora, normalmente é à noite.

Eu nem estou aqui a falar de radiação electromagnética que me possa fazer mal (não acredito nisso), mas sim o ruído, pois este está-me a "matar" e se me pudessem ao menos elucidar sobre as antenas, pelo menos desta parte ficava descansado e procuraria noutro sentido a causa do zunido.

Cumps
Aguardo
Hugo Vasques"

A resposta deles foi esta:

"Exmº Senhor Hugo Vasques
Acusamos a recepção do e-mail em referência que nos mereceu a melhor atenção.
Relativamente ao ruído, será ao Ministério do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional, a entidade a quem deverá apresentar a sua queixa.
Com os melhores cumprimentos.
Aida Oliveira
Coordenadora do Serviço de Atendimento ao Público"

AAHAHAHAHAHAH
Este país realmente dá-me vontade de vomitar, tanta gente em tantos postos de trabalho importantes, provavelmente com ordenados churudos, não tem a competencia para dar uma resposta certa.


Se não sabe, podeia no entanto redireccionar para alguns tecnicos que me elucidassem, já para não dizer que eu fiz um pedido de informação e não uma reclamação. Esta senhora que se dá pelo nome de Aida Oliveira, é mais um tacho!

Seja na educação, seja em qualquer que for o ramo, o país está na merda. Tá tudo entachado, e depois nada funciona.
Vejamos as câmaras: entram os familiares e amigo, nem sei para que serve os concursos.
Digam-me em 100 funcionarios da CMB, quantos deles entraram sem cunha, etraram com mérito.
Talvez nem os coveiros!

E poodemos seguir por outros ramos da função publica: PSP, GNR, Quadros do exercito, etc. Antigamente diziam que trabalhar para o estado é que é bom, para estar mal lá dentro cá fora está bem pior!
Não é isso que temos visto, as maioria das manif só vejo funcionarios publicos, e cá
fora continuamos.

11:28 AM

25 junho 2009

A EFABULAÇÃO DO BARREIRO VERMELHO


O PCP não deixa de sufocar a população do Barreiro, e a convencer-se, de que é uma força no Distrito, no Concelho, nas Freguesias, o que não corresponde à realidade.

É uma força, enquanto o antipartidarismo cultural e reactivo o permitir, ao ficar em casa.

Compare-se as eleições “Europeias” de 2009 e 2004:

No Distrito de Setúbal em 100 inscritos 9 vota PCP.

No Concelho do Barreiro em 100 inscritos 14 vota PCP.
Nas 8 Freguesias do Barreiro

“Assim se vê a força do pê cê ”:
Alto de Seixalinho, em 100 inscritos 15 votam PCP (perdeu 53 votos em relação às Europeias 2004)
Barreiro, em 100 inscritos 15 vota PCP (perdeu 62 votos)
Coina, em 100 inscritos 14 votam PCP (perdeu 15 votos)

Lavradio, em 100 inscritos 13 votam PCP (ganhou 111 votos)

Palhais, em 1oo inscritos 19 votam PCP (perdeu 6 votos)

Santo André, em 100 inscritos 15 votam PCP (ganhou 10 votos)

Santo António, em 100 inscritos 11 votam PCP (ganhou 125 votos)

Verderena, em 100 inscritos 13 votam PCP (perdeu 13 votos)

Nas 8 Freguesias o PCP ganha em 3, perde em 5; ganha 1/3 enquanto os outros 2/3 o repudia.

Então, onde está a força do pê cê?

Onde fica o Barreiro Novo Vermelho?

Alguém imaginaria que houvesse tantos fascistas no Barreiro!

Boa noite.

14 junho 2009

O BARREIRO ESTÁ MENOS VERMELHO: O CENTRO DA CIDADE, O BAIRRO DAS PALMEIRAS E O BARREIRO VELHO DEIXARAM DE ACREDITAR E VOTAR NO PCP!

I

Gosto dos números porque são mais limpos e honestos que o cuspo que vem sempre agarrado às palavras.
As palavras vão. Os números ficam.

Os políticos são muito “fracos em contas “e os números metem-lhes muita confusão como aquela coisa joga do mais e do menos e no fim os números dizem coisas em que eles nunca pensaram, por isso detesto a retórica dos resultados eleitorais.

Vou fazer um simples exercício matemático que não engana e que comprova que o PCP está em declínio no coração do Barreiro Novo um Sol de Abril.


II

Parlamento Europeu 2009/ Eleição do Presidente da República em 2006/Eleição da Câmara Municipal do Barreiro 2005/Eleição da Assembleia da República 2005/Eleição para o parlamento Europeu 2004/Eleição da Câmara Municipal do Barreiro 2001.

Os resultados eleitorais correspondem todos à Junta de Freguesia do Barreiro que tem 10 mesas num universo de 8621 eleitores em 2009:

mesa 1 no Bairro das Palmeiras C.A.I.C./ mesas 2 a 7 na Biblioteca do Barreiro o Centro da Cidade / mesas 8 a 10 nos ”Os Penicheiros” no Centro Histórico ou seja o Barreiro Velho.


III


Número de votos no PCP ou na CDU como queiram nas 10 mesas:

Local/Ano

2009/ 2006 /2005 /2005 /2004 /2001

Palmeiras 102 /163 /148 /149 /117 /175
Centro 694 /901 /1.153 /918 /733 /1.282
B.Velho 452 /595 /704 /582 /460 /759

Total 1.248 /1.659 /2.005 /1.649 /1.310 /2.216

Recuperação/Perdas:

-411/ -346 /+356/ +339 /-906



IV


De 2001 às últimas eleições em 2009 o PCP perdeu 968 votos na Freguesia do Barreiro!


V

Como se evaporaram estes 968 votos?


No Bairro das Palmeiras terra de ninguém perdeu 73 votos.


No centro da Cidade com as ameaças de destruírem a estátua de Alfredo da Silva perdeu 588 votos.


No Barreiro Velho atafulhado de porcaria, degradação moral e cívica, e de retóricas perdeu 307 votos.




Boa tarde.




09 junho 2009

As razões de Guy Debord … talvez as de Feuerbach . Já não sei !


I

O nosso tempo prefere a imagem à coisa, a cópia ao original, a representação à realidade, a aparência ao ser (…ou à palavra ! )

O que para ele é sagrado não é senão ilusão e o cúmulo da ilusão é o cúmulo do sagrado.

A verdade está no profano e à medida que decresce a verdade a ilusão aumenta

O espectáculo é o capital num tal grau de acumulação que se torna imagem.


Num mundo realmente invertido, o verdadeiro é um momento do falso.


Guy Debord 1931/1994


II


Em Junho de 2009, um País que entrega nas Europeias, mais de 20 % dos votos à demagogia comunista populista exploradora da desgraça alheia antieuropeísta anti português na Presidência da Comissão Europeia , caso único na Europa, é um País doente que o levará muito rapidamente à ingovernabilidade.

Esteja lá quem estiver!


Boa noite.

07 junho 2009

NOITE DE CINEMA – BARREIRO NOVO CULTURA - MAIORES DE 18 AP

video

06 junho 2009

NO DOMINGO NÃO DEIXE DE VOTAR - MESMO SE SINTA VIVER NUM DESINTERESSANTE PAÍS DE ALFORRECAS.

I

Ou numa Europa de alforrecas.
A alforreca, um ser inútil, não serve para nada.


Só a sua presença incomoda.
São moles, passivas e arrastadas: montículos gelatinosos que metem nojo.
E incomodam muito mais quando lhe dão o nome de portuguesa: Caravela portuguesa. Bem feito!
As alforrecas votam, onde lhes mandam votar, porque não passam de umas alforrecas.


Em momentos eleitorais, as alforrecas não sabem chatear.

Não riscam o voto.

Não votam em branco.

Não escrevinham no voto.

Vote no Domingo para as Europeias!

Vote na cara que lhe agradar.

Vote no passado. Vote no futuro. Vote no presente .

Risque o voto. Escrevinhe no voto. Vote em branco.

Mas, vote!

Vote quando o regime democrático lhe pedir o voto.

Por que será que nas ditaduras de partido único, da fascista à comunista, adoram as alforrecas?

Em que pensaria o Criador ao criar as alforrecas?


II

Escrevia Oliveira Martins em 1890:


“ Não há partidos, não há doutrinas constitucionais, a liberdade política saiu do campo da doutrina para o dos costumes.
Os partidos dissolvem-se em bandos, as influências pessoais substituem a fugida influência dos princípios, os bandos aparecem transformados em sociedades cooperativas que funcionam exclusivamente, ou quase, em benefício dos associados “.



O que alterou desde então?

Talvez as alforrecas?

III

Num País dito em crise (com 44 mil pessoas a encher o Estádio Alvalade para ver os AC/AD com bilhetes entre 55 e 60 €) eis o desperdício dos nossos impostos no próximo concerto das Europeias:




em milhões de €

PSD 2,200/PS 1,520/PCP 1,200/BE 0,725/CDS 0,477.

Indubitavelmente o PCP é um dos ricos nos partidos dos milhões!

Os partidos e os políticos não sabem dar o exemplo.

São todos iguais !


III

Domingo o meu voto vai para quem se esforçou na Assembleia da República por conseguir isto




em Novembro de 2005.


Não esqueço!

O voto, para ser um voto, não deve ser prostituído nos preconceitos de esquerda vs direita… isso querem eles !



Boa noite.