30 novembro 2010

( 721 ) APRENDENDO COM ANTERO DE QUENTAL.

Voltando às fotos





e ao jornalismo bacoco , subserviente , do Barreiro Novo , feito em
“circulo mediático que é formado por pessoas que se convidam umas às outras, que se elogiam entre elas, que fazem a festa sem precisar de ajudas de fora “ ,
com mais isto AQUI de Francesco Alberoni no i, convence-me , seu leitor indefectível , porque também
“ estou convencido de que , se a sociedade enfrenta dificuldades , isso acontece também em resultado desta perda de espessura , de moral e de seriedade intelectual.”

Boa tarde.

- continua -

28 novembro 2010

( 720 )OPÇÕES PARTICIPADAS DE 25 DE NOVEMBRO NUMA FOTO POUCO INTELIGENTE A TENTAR ABSORVER O CHOQUE DE UMA REALIDADE ESMAGADORA.

Escreveu Pierre Bourdieu (1930/2002) que a fotografia [mais precisamente a dele na Sociologia da Argélia finais anos cinquenta se não estou equivocado] era … uma forma de tentar absorver o choque de uma realidade esmagadora.

II

Em campanha eleitoral permanente esse tal de Barreiro Novo parado no tempo chauvinista marxista-leninista, que se substituiu ao Barreiro, realizou na última sexta-feira no salão dos franceses – Freguesia do Barreiro - uma das suas Opções Participadas 2010 infinitum ad nauseum a percorrer todas as freguesias com cartazes propaganda colados em tudo que seja vidro de montra.


















A população barreirense desprezou-os não aparecendo como confirma esta foto














Este online AQUI que não ajuda o Barreiro a descolar da mediocridade escondeu a verdade
ao escamotear a realidade do não apoio da população ao Barreiro Novo com esta aldrabice















Uma das muitas histereses à ROSTOS online como esta AQUI que leva a que o Barreiro leve mais tempo para melhorar do que levou para piorar.

III

A histerese nos cadáveres [e não só, como constatámos na estrutura em rede da propaganda da Autarquia com figurantes ] é um fenómeno que teve em tempos muita polémica por se desconhecer a causa do crescimento do cabelo e unhas nos mortos, por um tempo, porque as células continuam vivas – depois que a pessoa é considerada morta.

IV

Preparemo-nos para o pior no Barreiro já que Jean Baudrillard na Ilusão do Fim (página 170) parece adivinhar o destino dos barreirenses na próxima década:

“ O pior é que justamente não haverá fim de nada e tudo isso continuará a desenrolar-se de uma forma lenta, fastidiosa, recorrente, na histerese de tudo o que, como as unhas e o cabelo, continua a crescer depois da morte “.


Boa noite.

25 novembro 2010

( 719 ) FOI HÁ 35 ANOS QUE DANNY KAYE SAFOU PORTUGAL DA CORTINA DE FERRO

e o PREC ( 25Abril de 74 a 25 Novembro 75) terminava ingloriamente à hora do jantar com uma abrupta interrupção de sinal da RTP quando em directo declamava para o “seu” Povo , o revolucionário da quinta divisão capitão Durand Clemente, segundo-comandante da Escola Prática de Administração Militar, que tinha entretanto ocupado a RTP.


O militar bolchevique explicava as teses da sua facção, uma das mais esquerdista, a mentalizar-nos para a inevitabilidade da guerra civil.



“De súbito, começa a dizer que lhe estão a fazer sinais, pois parece que há problemas técnicos, anunciando que voltará ao ar quando tudo estiver resolvido.
Entretanto, a imagem do oficial fardado é substituída pela de Danny Kaye, no filme O Bobo da Corte, a partir dos estúdios do Porto.”



Nas próximas décadas, em pleno século XXI , não deixaremos de ser um “País de Bobos”, sempre à espera de um providencial Tiririca de esquerda , para não pensarmos muito.


Boa noite.


Para os mais distraídos consultar AQUI.

24 novembro 2010

( 718 )MAIS UM DIA NO VAZIO.

O problema com as pessoas não é o que elas não sabem, mas sim o que sabem e que não é verdade.



II



E você ?



















- Quando foi o seu último dia de trabalho [na empresa ]?



- Em 78 ou 79.



Boa !


E já lá vão 31 anos !


Bom dia.

16 novembro 2010

(717 ) A AUTO PUNIÇÃO DA INSTIGAÇÃO PERVERSA .



Hoje à tarde a placa imbecil


voltava à “base”


graças ao arrependimento de um barreirense melancólico que odeia o capitalista – fascista que explorou o “Povo do Barreiro “ ?

Ou veio de um vândalo arrependido – talvez o que pinchou a obra escultórica de Malangatana?

Dos lacaios não teria vindo, certamente, porque os lacaios não raciocinam assim.

Muito menos a placa voltaria das mãos de um ladrão que vive destas coisas.
Provavelmente a lengalenga cantada narre as maldades da estátua de Alfredo da Silva - inaugurada em 1965 .

video

Boa noite.



(716) AS INIQUIDADES DA INSTIGAÇÃO PERVERSA.

Lembram-se da imbecilidade desta placa?













Já lá não está!

Foi arrancada por vândalos ?

Por lacaios ?

Por ladrões ?

Não se sabe.

O que se sabe é que a minha terra está a apodrecer com tanta luta.


















Boa noite.